terça-feira, 10 de abril de 2012

RECAÍDA - QUAL A DIFERENÇA ENTRE UM LAPSO E UMA RECAÍDA?

Fonte: Ivan Mario Braun.


Lapso (do latim lapsus, escorregão) remete a um ato isolado de usar a droga que se está tentando abandonar. A exposição a situações de risco sem a devida capacidade de enfrentá-las é o que causa o lapso. Uma pessoa que tende a beber, por exemplo, ao se sentir humilhada ou levar uma broca do chefe, não consegue lidar com as emoções ruins que disso resultam a não ser bebendo para aliviá-las. Genericamente, duas das mais importantes causas de lapsos são as emoções negativas e a pressão social (tendência a unir-se ao grupo de companheiros que bebem). "recaida", segundo a definição de Marlatt, "refere-se a um colapso ou revés na tentativa de uma pessoa para mudar ou modificar qualquer comportamento-alvo". Assim, se alguém está tentando parar de beber e, após algum tempo de abstinência, ingere determinada quantidade de álcool, fala-se em lapso. Se os lapsos, no entanto, se sucederem e o individuo voltar ao padrão de consumo anterior ao tratamento, ai se fala em recaída. Os desencadeantes das recaídas são os mesmos dos lapsos. logicamente, há uma série de padrões intermediários. A palavra lapso serve para impedir que, no caso de um "escape" no tratamento, a pessoa já comece a ter pensamentos catastróficos de que recaiu e tudo foi por água abaixo. Diante da presença de lapsos, é momento de parar para pensar (eventualmente junto com o terapeuta) sobre o que possibilitou a ocorrência e como tentar prevenir sua repetição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário