domingo, 17 de junho de 2012

TRE - TERAPIA RACIONAL EMOTIVA

O TRE é um livro que visa ensinar o dependente químico a conhecer melhor seus defeitos e seus comportamentos.
Aproveitem a leitura. 



Com alguns anos no seu programa de recuperação do alcoolismo. Kelly conheceu e casou-se com um homem. Após sete anos, caóticos, kelly percebeu que seu marido era – e tinha sido desde que se casaram – um alcoólico, e que ela estava tendo problemas com seu próprio comportamento compulsivo e agora co-dependente. Ela estava de novo a ser afetada pelo alcoolismo, desta vez de um modo diferente.
Esta consciência veio de repente, disse ela, como se alguém tivesse acendido uma lâmpada dentro da sua cabeça, passou então os meses seguintes em depressão, com raiva e cansada de si mesma.
Não posso acreditar que demorei sete anos para ver a verdade. Eu sabia tudo sobre alcoolismo. Como é que eu pude negar isto tanto tempo? Perguntou ela. “O que há de errado comigo”?
Você pode ter tido uma experiência semelhante. Ter vivido inconsciente com um problema por uns tempos e de repente uma luz ter se acendido na sua cabeça. Tudo ficou claro – tão claro que você se pergunta como e por que não viu antes. Ou pode conhecer alguém como a Kelly que simplesmente se recusa a admitir ou aceitar a realidade. Ela parece não ver algo que esteja na frente dos seus olhos. E não há insistência, discussão ou que lhe tirem a venda. As pessoas tentaram-me dizer diz Kelly. “Avisaram-me, mas eu não as ouvia. O que elas diziam não ficava registrado”.
Você pode estar passando por uma experiência como a de Kelly. Pode sentir-se pouco a vontade, ansioso, como medo ou mesmo desesperado. Alguma coisa não está bem, mas não consegue distinguir o que é. Pode ter uma vaga consciência do que o problema envolve; por vezes pode até dizê-lo em voz alta. Outras pessoas podem observar em termos específicos. Mas você não se ouve. Não pode acreditar nisso!
Quer seja você ou alguém que conhece que esteja afetado pela negação, isto pode ser uma experiência que traz confusão e frustação. Você negação, isto pode ser uma experiência que traz confusão e frustação. Você pode gostar muito de alguém que parece desesperadamente ocupado em recusar a realidade. Você pode interpretar essa rejeição da realidade como estupidez, absurdo ou insanidade. Pode levar isso pessoalmente, como uma estupidez, absurdo ou insanidade. Pode levar isso pessoalmente, como uma estupidez, absurdo ou insanidade. Pode levar isso pessoalmente, como uma rejeição da sua clarividência e vontade de ajudar. Pode chamar a isso mentir. Pode pensar como fez a kelly, o que há de errado com ele ou com ela, ou até consigo mesmo por não ver a realidade claramente.
Apesar de todas as pessoas poderem ter problemas que precisam ser resolvidos, não há nada de errado com ele ou ela por usarem a negação. É um mecanismo que as pessoas usam para lidar com a perda e a dor.
Esta apostila vai procurar ajudar a perceber e aceitar a negação como uma ferramenta legitima e uma fase válida do processo de aceitação ou de luto. É aquilo que vamos ver e como eliminar a negação, mas como encontrar maneiras que nos ajudem, assim como aos outros, a reduzir a necessidade de usar drogas ou álcool. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário