Sugestões de como Prevenir o interesse e a curiosidade sobre as drogas nas escolas de ensino fundamental.

www.institutojbiscalquini.com.br

O consumo de drogas se expande e constitui uma ameaça à estruturas e valores educacionais, sociais e culturais. A curiosidade sobre as drogas entre jovens tem sido uma das questões que mais afligem a educação fundamental de uma forma geral.

O levantamento epidemiológico realizado pelo Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (CEBRID), em estudantes de educação básica, comprova a presença de drogas nas escolas e a existência do abuso entre alunos vem tendo uma iniciação precoce, na faixa etária de 10- 12 anos mais de 12% das crianças já usaram algum tipo de droga na vida. (Galduróz et al., 2004).
A escola, diante desse novo desafio tem um papel importante na conscientização e prevenção dentro das salas de aula e entre os pais. Prevenção significa antecipação. Impedir a curiosidade e o possível consumo.
Prevenir e conscientizar sobre as drogas exige uma intervenção antes que o consumo ocorra. Cabe à escola promover um estilo de vida saudável nos alunos. A função da escola é prestar esclarecimentos e auxílio ao aluno, dando suporte na integração escolar e na família.
Estruturar e implantar um programa de prevenção e informação sobre drogas nas escolas e municipalizando as ações. As estratégias de municipalização possibilitam implantar medidas e programas que tornam a prevenção mais clara ao aluno e a seus familiares.

Município. Viabilizar um Plano de Ação relacionado à informação e conscientização sobre todos os aspectos da droga. O Plano é elaborar objetivos e metas, traçar as diretrizes e estratégias de caráter geral.

Secretaria de Educação. A elaboração e gestão de um Programa Preventivo que decorra do Plano. Deve buscar parcerias com entidades e instituições que se disponham a essa finalidade.

Escola. Deve elaborar projetos que assegurem ações preventivas intensivas e duradouras, tendo como guia o Plano de Ação e o Programa Preventivo. Na prática escolar, a prevenção torna-se viável por intervenções nas condições de ensino e, principalmente, são direcionadas ao projeto pedagógico.
Um projeto mais amplo de educação para a saúde, a prevenção prioriza os princípios da vida, a formação de valores e o conhecimento da natureza e do efeito das drogas. A prevenção primária deve começar em crianças de menor idade, em atividades criativas e prazerosas. A estratégia é enfatizar as drogas lícitas e de fácil acesso, álcool e tabaco. Não se pode deixar de discutir o caráter atrativo das drogas: prazer aos sentidos, ter “imagem transgressora”, ser símbolo de “estar na moda”. Precisa ser discutida a toda a trajetória do envolvimento com drogas, evitando despertar a curiosidade.

Gestão da Escola. O modelo deve favorecer a participação coletiva e responsável na definição de princípios. Sugerimos, algumas medidas que incrementam a educação preventiva. A escola deve acolher e envolver as famílias com a educação dos filhos, promovendo encontros para discutir questões relativas a prevenção de drogas e suas consequências. Cursos, seminários e debates sobre o tema. Criar entre as escolas uma rede de informações e conhecimentos no campo da prevenção do uso indevido de drogas.

A educação afetiva defende fatores pessoais que são vistos como riscos ao uso de drogas, Primeiramente, deve-se priorizar o autoconhecimento, a autoestima, a autoafirmação. É igualmente importante fortalecer o saber dizer não, e saber ouvir, o respeito às diferenças, o respeito aos valores.

A atuação dos professores é fundamental na educação preventiva, ajudando os alunos a constituírem um sistema de valores pessoal que lhes animem a adotar um estilo de vida, em que o uso de drogas não encontre ressonância. Também contribui a adoção métodos ativos que incluem debate, discussão e diálogo. Deste modo, é possível proporcionar aos alunos habilidades e experiências que tenham efeito protetor.

Por fim, a educação é um dos meios do qual fazemos a conscientização, a educação e a prevenção nas escolas é via natural para os esforços de prevenir o abuso de drogas entre os alunos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque